SOCIEDADE PORTUGUESA DE REUMATOLOGIA

INFORMAÇÃO SOBRE A COVID 19 PARA PESSOAS COM DOENÇAS REUMÁTICAS

Tendo em conta o panorama actual de pandemia COVID 19, levantam-se questões e preocupações por parte dos doentes portadores de doenças reumáticas, que vimos por este meio esclarecer.

A infeção COVID 19 pode ser assintomática ou, na maioria dos casos, apresentar-se com sintomas ligeiros. Os sintomas mais frequentes são febre, tosse, fadiga, dores musculares e, por vezes, vómitos e diarreia. Nos casos mais graves, e menos frequentes, pode complicar-se com pneumonia.

As complicações mais graves ocorrem, geralmente, em pessoas mais suscetíveis: idosos, portadores de doenças crónicas como doenças cardíacas, hipertensão arterial, diabetes, bronquite crónica, tabagismo. As doenças reumáticas só por si, não foram incluídas neste grupo, mas alguns destes doentes poderão ter um risco acrescido de complicações.

Na ausência de evidência de qualidade sobre as medidas a tomar e, não dispondo para já, de tratamento ou vacina eficazes, pretendemos com este documento, alertar e esclarecer os doentes, deixando algumas sugestões:

– Os pacientes com doenças reumáticas sistémicas, que estejam a tomar medicamentos imunossupressores, não devem suspender para já os seus tratamentos, nem reduzir a dose dos mesmos.

– No caso de infeção COVID 19 confirmada, a medicação deverá ser ajustada de acordo com as indicações do seu reumatologista.

– O risco de cada doente deve ser avaliado de forma individualizada pelo seu reumatologista assistente, pelo que em caso de dúvida deve contactar o seu médico.

– Não tome medicamentos novos sem contactar o seu reumatologista, mesmo que ouça dizer que o protegem do vírus.

– Deve evitar deslocações ao hospital/estabelecimento de saúde, dando preferência a consultas não presenciais, podendo estas ser efectuadas à distância, de acordo com o indicado pelos serviços de saúde.

– Se necessitar de levantar medicação na farmácia hospitalar, confirme localmente se o pode fazer através de outra pessoa ou por outro meio, pois estão a ser implementadas medidas nesse sentido (receitas desmaterializadas, envio por correio, etc).

– Se tiver sintomas sugestivos de infeção COVID 19, não se dirija ao centro de saúde nem ao hospital. Ligue para a linha de saúde 24 ou para o seu médico assistente e siga as instruções por eles indicadas.

– Todos os pacientes devem seguir as normas gerais mais recentes indicadas pela Direção Geral da Saúde (https://covid19.min-saude.pt/perguntas-frequentes/)

 

Informação da Sociedade Portuguesa de Reumatologia sobre a infeção por Coronavirus (COVID19) nos doentes reumáticos

Alguns doentes com patologias reumáticas têm demonstrado preocupação relacionada com a infeção por coronavírus (COVID19). A Sociedade Portuguesa de Reumatologia vem por este meio esclarecer algumas dúvidas apresentadas por médicos e doentes relativamente a este tema.

Assim, se tem uma doença reumática como uma artrite reumatóide, lúpus eritematoso sistémico, síndrome de Sjögren, ou outra doença reumática que se associe a alterações da imunidade ou se toma medicamentos imunosupressores (metotrexato, leflunomida, azatioprina, corticóides, terapêuticas biológicas, etc.):

  1. Não deve de forma alguma alterar a sua medicação sem indicação expressa do seu Reumatologista.
  2. Deve conhecer os sintomas da doença provocada pelo Coronavírus.
  3. Deve lavar regularmente as mãos com sabão/sabonete ou produtos de lavagem das mãos contendo álcool.
  4. Evitar contactos próximos com pessoas com sintomas de gripe, apertos de mão e abraços.
  5. Ser cuidadoso e avaliar o interesse de estar em lugares públicos com número elevado de pessoas (ex. estádios, concertos, etc.).
  6. Se tiver visitas, avisar da sua maior suscetibilidade para contrair doenças infeciosas, solicitando que não o visitem caso apresentem sintomas de gripe.
  7. Limitar o contacto com pessoas que tenham estado nos últimos 14 dias em áreas de elevada exposição ao vírus (Itália, China, Coreia do Sul, Japão, Singapura Irão)
  8. Ter um estilo de vida o mais saudável possível, com hidratação adequada, alimentação variada, exercício, descanso e gestão de
  9. Cumprir as indicações da Direção Geral de Saúde, do seu médico de família e do seu reumatologista

Caso apresente sintomas compatíveis com a infeção por coronavírus deverá contactar telefonicamente a linha SNS24 (808 24 24 24)

Risco de contrair a doença por Coronavírus

O risco de contrair a doença é baixo, mas em caso de ter estado em contato próximo com um doente confirmado com coronavírus deve procurar manter-se em isolamento em casa e contactar a linha SNS24 (808 24 24 24).

Define-se como contato próximo: contacto face a face, estar 15 minutos ou mais até 2 metros de um indivíduo infetado, viver na mesma casa que uma pessoa infetada.

Sintomas da doença por Coronavírus

Sabemos que cerca de 80% das pessoas têm um quadro ligeiro a moderado semelhante a uma constipação ou gripe. Os sintomas desta doença, que podem surgir até 21 dias depois da infeção incluem:

  • Tosse
  • Dificuldades respiratórias
  • Febre

Higiene e prevenção

 

Deve

  • Lavar bem e frequentemente as mãos
  • Cobrir a boca e nariz com o cotovelo quando tossir ou espirrar
  • Se utilizar um lenço de papel deve colocá-lo posteriormente no caixote do lixo e lavar as mãos
  • Não partilhar comida, utensílios, copos e toalhas
  • Limpar e desinfetar frequentemente objetos que sejam mais tocados ou manuseados
  • Ter atenção às recomendações sobre viagens que as entidades responsáveis possam emitir, evitando zonas de maior concentração de casos. Seguir as medidas de higiene e de proteção respiratória para viajantes, disponíveis para consulta no website da DGS (https://www.dgs.pt/corona-virus/home.aspx).

Não Deve

  • Tocar nos olhos e boca ou nariz se as mãos nãos estiverem lavadas.
  • Usar máscara exceto se tiver sintomas de infeção respiratória (tosse ou espirro), haver suspeita de infeção por COVID-19 ou se for prestar cuidados a suspeitos de infeção por COVID-19.

Os doentes reumáticos com doenças reumáticas sistémicas ou imunomediadas (ex. artrite reumatoide, espondilite anquilosante, lúpus eritematoso sistémico, entre outras) devem ter em conta estas recomendações e as da DGS e em caso de dúvida devem contactar a linha SNS 24 ou telefonicamente ou por meios eletrónicos o serviço e o reumatologista que os segue.

Onde posso encontrar a melhor informação

Mantenha-se informado, consultando as atualizações publicadas por organismos oficiais como a DGS (https://www.dgs.pt/corona-virus.aspx ) e a Organização Mundial da Saúde (https://www.who.int/health-topics/coronavirus), veja igualmente o site da Sociedade Portuguesa de Reumatologia (www.spreumatologia.pt)

Para qualquer emergência contactar a linha SNS24: 808 24 24 24

SPR

05.03.2020

Destaques

O que é a Reumatologia?

A Reumatologia é a especialidade médica que se dedica ao tratamento das doenças que afectam as articulações, os ossos, os músculos, os tendões e os ligamentos, genericamente definidas como doenças reumáticas.

Um estudo recente (Estudo Epidemiológico de Doenças Reumáticas em Portugal – EpiReumaPt) mostrou que cerca de metade dos portugueses sofre de, pelo menos, uma doença reumática e que estas enfermidades são as que mais influenciam a nossa qualidade de vida.

SITE COM O APOIO DE: